Clareamento Dental a Laser Rio de janeiro

Clareamento Dental a Laser Rio de janeiro

Como funciona o clareamento dental?

Os géis oxidantes penetram no esmalte e na dentina, liberando oxigênio que, por sua vez, “quebram” as moléculas dos pigmentos causadores das manchas.

Quais as maneiras que existem para clarear meus dentes?

1. Em casa (caseiro): o paciente, sob a orientação do dentista, leva um gel oxidante fraco, para usar diariamente em casa. O clareamento caseiro demora mais tempo, porém é menos agressivo ao dente. Quanto mais rápidas são as técnicas, maiores os efeitos colaterais.

Este efeito, basicamente é sensibilidade dentinária (fator este que, com a aplicação de flúor, é controlado). 2. No consultório (à laser): o dentista isola os dentes, para proteger a gengiva, e aplica um agente oxidante. O clareamento dental a laser consiste na ativação do gel clareador especial sobre o dente de uma forma mais rápida que a convencional, podendo-se obter o efeito desejado em uma única sessão. É aplicado um gel à base de peróxido de hidrogênio a 35%, que é um poderoso despigmentante.

O laser é aplicado nos dentes por uma espécie de caneta com ponta luminosa. O laser ativa o produto, que remove os pigmentos internos e externos. O clareamento deve ser feito a cada dois anos (em média), variando este tempo de acordo com a ingestão de pigmentos, através de alimentos, ingeridos por cada indivíduo.

Os produtos usados no clareamento são seguros à saúde geral?

Sim. Como outros produtos e medicamentos médicos e odontológicos, quando usados corretamente conforme orientação, não promovem nenhum prejuízo à saúde dos dentes, e à saúde geral.

Posso fazer sozinho ou preciso ir ao dentista?

Não se recomenda clarear os dentes sem orientação profissional.

A mídia divulgou que o clareamento doméstico poderia potencializar o aparecimento do câncer. É verdade?

Essa informação não tem fundamento. Tanto que a FDA (Food and Drug Administration) e a ADA (American Dental Association) aprovam o uso de peróxidos em cremes dentais, que são usados indiscriminadamente pela população. Essas entidades também não desaprovam o uso de clareadores dentais, desde que supervisionado por dentistas.

Eles provocam danos à gengiva?

Não, desde que o paciente faça tratamento supervisionado e não use produtos vendidos pela TV ou em supermercados. 0 dentista confecciona uma moldeira individualizada que cobrirá a superfície dental, evitando, assim, que o agente clareador tenha contato direto e contínuo com a gengiva. Qualquer lesão e sensibilidade devem ser imediatamente comunicadas ao dentista.

O dente clareado fica enfraquecido?

Não. A estrutura dental não é afetada.

O clareamento altera as restaurações já existentes?

Não. Mas o paciente precisa saber que, muito provavelmente terá que trocar as restaurações antigas: uma vez que as restaurações não sofrem ação dos clareadores, parecerão mais escuras frente aos dentes clareados, causando desarmonia estética.

Posso fazer clareamento em qualquer idade?

Sim. Não há contra-indicação específica quanto à idade. À partir dos 15 anos, é aceitável.

Durante o clareamento, o que devo e não devo fazer?

Deve fazer: Seguir as orientações do dentista. Observar os dentes diariamente no espelho, monitorando o progresso do clareamento. Guardar o dispositivo, para o caso de necessitar de manutenção. Não deve fazer: Fumar durante o tratamento. Tomar café, chá, beterraba, vinho tinto, Coca-Cola em excesso. Escovar os dentes logo após retirar o dispositivo.

Emprestar o produto para outras pessoas. Quanto tempo dura o tratamento doméstico? Dura de 7 a 10 dias, usando-se durante as noites. Podem haver variações dependendo do grau de escurecimento e de quanto se deseja clarear.

O dente clareado pode escurecer novamente?

Sim. Mas nunca como era antes. Após 1 a 2 anos, pode haver a necessidade de uma manutenção, que é feita em 2 ou 3 noites.

Quais as contra-indicações do clareamento doméstico?

Por precaução, deve-se evitar o tratamento em gestantes e lactentes.